Área: Cardiologia Intervencionista

Paciente: feminino, 38 anos

Antecedentes Pessoais: Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), doença neurológica degenerativa em investigação.

Quadro Clínico: Infarto agudo do miocárdio sem supradesnivelamento do segmento ST.

Eletrocardiograma (ECG):
ritmo sinusal, isquemia anterior subepicárdica, troponina positiva.

A paciente foi submetida a uma cinecoronariografia precocemente, que evidenciou lesão severa em terço proximal da descendente anterior envolvendo primeiro e segundo ramos diagonais. (Fig. 7-1)


Fig. 7-1

Foram posicionadas cordas guias 0.014” na artérias descendente anterior e primeiro e segundo ramos diagonais (Fig. 7-2). Foi realizado implante de stent farmacológico Xience 3,0 x 18 mm em terço proximal da descendente anterior. (Fig. 7-3, Fig. 7-4)


Fig. 7-3


Fig. 7-4

Foi então realizada uma angioplastia convencional com cateteres balões no primeiro e segundo ramos diagonais (Fig. 7-5). E, na sequência, implantado o stent farmacológico Xience 2,5 x 8 mm em óstio do segundo ramo diagonal com técnica de Kissing. (Fig. 7-6)


Fig. 7-6

Resultado final do procedimento evidenciando eliminação das lesões estenóticas e manutenção do fluxo coronariano TIMI III nas artérias descendente anterior e ramos diagonais. (Fig. 7-7, Fig. 7-8)


Fig. 7-7


Fig. 7-8

Operador: Dr. Luiz Cláudio Mendes Carvalho