O que é?
O Aneurisma de Aorta Abdominal tem como definição o aumento da artéria, maior que 1,5 vezes seu diâmetro normal.
O tratamento endovascular do Aneurisma de Aorta é um procedimento minimamente invasivo, que visa o implante de uma endoprótese (malha metálica tubular recoberta por um tecido impermeável) na área do aneurisma, de modo que o fluxo de sangue passe a fluir apenas no interior da endoprótese.
A causa exata é desconhecida, mas existem fatores de risco relacionados como o tabagismo, hipertensão arterial, colesterol alto e fatores genéticos.
Os sintomas são frustos no começo, sendo detectado no exame clínico ou de imagem (ultrassom, por exemplo) na consulta de rotina. Na progressão da doença pode surgir dor abdominal, lombar, falência de um órgão nutrido pelo segmento afetado e, nos casos mais graves queda súbita de pressão arterial seja pela rápida expansão ou ruptura da artéria trazendo consequências devastadoras. /em>

O que acontece antes do procedimento?
O paciente será acompanhado pelo corpo de enfermagem, que irá questionar sobre os antecedentes de doenças, medicações de uso regular e alergias. Pessoas com diabetes, insuficiência renal e alergias deverão ter maior atenção.

Como é realizado?
Através de uma pequena incisão na virilha, o cateter de liberação é introduzido no interior da artéria até o aneurisma, onde será posicionada a endoprótese através de métodos de imagens avançadas. Uma vez posicionada, será feita a sua liberação no local exato.

Quem o realiza?
Médico titulado em Radiologia Intervencionista/Cirurgia Endovascular com treinamento específico.

Quando a Endoprótese de Aneurisma de Aorta Abdominal é indicada?
Quando o aneurisma é menor que 5 cm, mas está crescendo mais de 1 cm a cada ano, ou está causando sintomas, o tratamento endovascular pode ser benéfico para você.
Porém se o aneurisma for maior do que 5 cm, você vai precisar de tratamento para impedir que ele se rompa. O tratamento endovascular é uma opção segura e eficaz.

Onde é realizado?
No Laboratório de Hemodinâmica e Radiologia Intervencionista do Instituto Santista de Hemodinâmica (ISH).

Qual é a duração do procedimento?
A duração média do exame é de 03 horas. Porém, em alguns casos, o procedimento poderá durar mais tempo, em virtude da dificuldade técnica do exame (ex.: variações anatômicas, etc). Após seu término, o paciente deverá ficar internado na UTI por um dia e no quarto por mais dois dias recebendo então a alta e as orientações do pós-operatório.