O que é?
É um tratamento minimamente invasivo das estenoses (estreitamentos) de carótidas.

O que acontece antes do exame?
O paciente será acompanhado pelo corpo de enfermagem, que irá questionar sobre os antecedentes de doenças, medicações de uso regular e alergias. Pessoas com diabetes, insuficiência renal e alergias deverão ter maior atenção.

Como é realizado o exame?
É realizada com anestesia local (na virilha) e feita uma pequena punção na artéria femoral (virilha). Consiste na dilatação do estreitamento na carótida com colocação de um stent, e após posicionamento de um filtro cerebral (para evitar deslocamento de trombos e placas para o cérebro).

Quem realiza o exame?
Médico neurologista com treinamento específico em Hemodinâmica e Neurorradiologia Intervencionista.

Quando a Angioplastia de Carótida é indicada?
Em casos de aterosclerose, que é uma doença sistêmica e crônica caracterizada pela formação de placas de gordura, cálcio e outros elementos na parede das artérias. No caso estas placas são responsáveis pelo estreitamento e enrijecimento do vaso em diferentes níveis, podendo comprometer o fluxo de sangue na região. Na maioria das vezes a aterosclerose está relacionada aos fatores de risco como pressão alta, diabetes, colesterol elevado, tabagismo e obesidade.

Onde é realizado?
No Laboratório de Hemodinâmica e Radiologia Intervencionista do Instituto Santista de Hemodinâmica (ISH).

Qual é a duração do exame?
A duração média do exame é de uma hora e trinta minutos. Porém, em alguns casos, o procedimento poderá durar mais tempo, em virtude da dificuldade técnica do exame (ex.: variações anatômicas, etc). Após seu término, o paciente deverá ficar um dia na UTI e um dia no quarto, e na maioria das vezes recebe alta em seguida. Deve ser evitado fazer esforços físicos, carregar peso e dirigir por 03 dias após o procedimento.