O que é?
O canal arterial é um vaso que liga a circulação pulmonar e a circulação arterial na vida fetal, fundamental para o desenvolvimento desde o nascimento. Fecha-se espontaneamente após o nascimento em 90% dos neonatos e, em até 03 meses em 95%. Prematuros e neonatos de baixo peso tem maiores chances de persistência do canal arterial. Após o nascimento há inversão do fluxo sanguíneo, da artéria aorta para a artéria pulmonar, levando a um aumento do fluxo pulmonar, causando insuficiência cardíaca e hipertensão pulmonar.

O que acontece antes do procedimento?
O paciente será acompanhado pelo corpo de enfermagem, que irá questionar sobre os antecedentes de doenças, medicações de uso regular e alergias. Pessoas com diabetes, insuficiência renal e alergias deverão ter maior atenção.

Como é realizado?
A técnica endovascular que utiliza os mesmos princípios da angiografia: um tubo bem fino e flexível é introduzido na virilha do paciente para acessar sua veia e navegar através dela até chegar dentro do coração onde uma pequena prótese é implantada no canal arterial, impedindo que o sangue passe da aorta para a artéria pulmonar, fechando assim esta comunicação. Este material que fica permanentemente no paciente é comprovadamente seguro, não causa reação ao organismo e nem rejeição. Esta técnica permite uma recuperação mais rápida, com ausência de cicatriz, menos risco de infecção e breve retorno às atividades do dia-a-dia.

Quem o realiza?
Médico cardiologista com treinamento específico em Hemodinâmica e Radiologia Intervencionista.

Quando a PCA é indicada?
Quando existe uma comunicação entre a artéria aorta e a artéria pulmonar, e não houve o fechamento espontâneo após o nascimento, pode-se ocluí-la no Laboratório de Hemodinâmica.

Onde é realizado?
No Laboratório de Hemodinâmica e Radiologia Intervencionista do Instituto Santista de Hemodinâmica (ISH).

Qual é a duração do procedimento?
A duração média do exame é 2 horas. Porém, em alguns casos, o procedimento poderá durar mais tempo, em virtude da dificuldade técnica do exame (ex.: variações anatômicas, etc). Após seu término, o paciente deverá ficar um dia na UTI e um dia no quarto, e na maioria das vezes recebe alta em seguida. Pede-se que evite fazer esforços físicos, carregar peso e dirigir por 07 dias após o exame.